Inicio
Amsterdam
Assis
Atenas
Barcelona
Bath
Berlin
Biarritz
Blackpool
Bordeaux
Bratislava
Brighton
Brugge
Bruxelas
Budapeste
Cambridge
Cardiff
Chamonix
Chester
Copenhagen
Dusseldorf
Edinburgh
Estocolmo
Firenze
Frankfurt
Glasgow
Grenoble
Heildelberg
Helsinque
Innsbruck
Inverness
Istambul
Koln
Liechtenstein
Lisboa
Liverpool
Londres
Luxemburgo
Madri
Manchester
Milano
Monaco
Moscou
Munique
Nice
Oslo
Oxford
Paris
Portsmouth

Praga
Reims
Roma
Rouen
Salzburgh
San Malo
Sao Petersburgo
Talin
Toulouse
Varsovia
Veneza
Viena
Winchester
York
Zurich

 

 

 

 

 

 

 


 

 

 

 

Winchester já teve status de capital, pois na época do domínio anglo-saxão, este era o coração de Wessex. Seu reinado, no entanto, durou somente até 1066, quando William o Conquistador e seus guerreiros normandos iriam invadir a ilha e modificar a história do país daí para a frente. Nos mil anos seguintes à conquista de William muita coisa mudou em Winchester. Ela não tem mais status real, mas nem por isso está menos interessante. Lembrando uma cidade de brinquedo, e rodeada pelos verdes campos do condado de Hampshire, este é um lugar onde a palavra stress parece não ter chegado. Winchester é o sonho de todos que gostariam de morar numa cidade tranqüila. E foi para conhecer este recanto bucólico da Inglaterra que pegamos um trem em Londres e viemos até aqui.

   

A melhor maneira de chegar a Winchester é de trem. Saindo de Londres, eles partem da estação Waterloo, e a viagem leva apenas sessenta minutos. Quando chegar lá siga pela City Road, e em dez minutos de caminhada você estará no agradável centro. A parte mais movimentada da cidade é ao longo de sua High Street, rua de pedestres onde se concentra o principal comércio da cidade.

Seus pontos principais são a City Cross, um marco do século 15, o City Museum, um museu que conta a história da cidade desde o período de colonização Romana, a God Begot House, construção do século 16 e o City Market, mercado de rua onde se encontram as típicas louças inglesas, curiosidades e muitas antiguidades. Um pouco atrás da High Street fica o Brooks Shopping Centre, o mais importante da cidade. A foto ao lado foi tirada ainda na estação de trens de Winchester, assim que chegamos à cidade.

 

A maior parte das construções de Winchester preserva o tradicional estilo arquitetônico inglês, com forte influência normanda. Na extremidade oposta da High Street você vai encontrar o Great Hall, única parte remanescente do castelo de Winchester, construído no século 13. Em seu interior visite a Round Table, távola redonda das histórias do Rei Arthur e seus cavaleiros. Depois da visita faça como os ingleses: Descanse tomando chá. Vá até a Parchment Street 78, para conhecer o The Forte Tearooms onde também são servidos chocolate quente, doces e bolos. 

 

O prédio do Guildhall, ao lado, é a construção mais importante e central da cidade, depois de sua catedral. No térreo funciona o centro de informações turísticas da cidade onde se pode conseguir mapas, fazer reservas de hotéis, etc. Bem em frente fica o terminal de ônibus da cidade, e se você quiser esticar pelas localidades próximas este é o lugar certo. Pouco adiante está o River Itchen e Weirs Walk, um dos melhores trechos da cidade para caminhadas, situado à margem do rio. Siga em frente até chegar na Old Chesil Rectory, uma casa em madeira de 1450, reformada e transformada num ótimo restaurante típico. 

 

A Winchester da época medieval tem muito para ser visto, começando pela estátua do rei saxão Alfred, em frente à principal avenida da cidade. Foi ele quem, no ano 817, fez de Winchester a capital do país até ser destronado pelos normandos. Caminhando na direção sul por aproximadamente um km você chega ao Wolvesey Castle, as ruínas do que foi um dia o castelo do bispo de Winchester. Depois aproveite para visitar o Kingsgate, um dos dois únicos portões que sobraram das muralhas que guarneciam a cidade em épocas medievais.

Passe ainda na Cheney Court, mais famoso e fotografado conjunto de casas de Winchester, remanescentes da cidade medieval. Outro ponto famoso é o Hospital of St. Cross, uma das mais antigas instituições de caridade da Inglaterra. O prédio todo em pedra foi construído em 1132, e alguns setores estão abertos à visitação, como sua igreja, as cozinhas e o salão conhecido como Brethren's Hall.

 

A Catedral de Winchester é uma das mais importantes do país. Ela foi construída há mais de 900 anos e lá estão as sepulturas de diversos reis da Inglaterra. Seu famoso coral faz apresentações aos domingos, às 10 e 15:30 horas. Quando chegamos lá o este coral estava ensaiando, e fomos gentilmente informados que por esta razão não seria permitido permanecer lá naquele momento. Mas depois de explicarmos que éramos do Brasil e estávamos passando somente um dia na cidade, a simpática senhora inglesa permitiu que permanecêssemos na catedral, desde que ficássemos "very quiet, please".

Outra construção que parece contar a história desta cidade medieval é o Winchester College, fundado em 1382. Lá são oferecidos tours com uma hora de duração onde são percorridos alguns de seus salões, câmaras e a capela gótica. 

 

Ao lado, mais uma foto da famosa Winchester Cathedral. Quando chegar a hora do almoço vá até o The Eclipse Inn (na The Square 25), típico Pub instalado numa construção do século 16. Ou então experimente o The Old Monk (High Street 1). Os dois servem vinhos, cervejas, comida caseira, num ambiente muito agradável. A maior parte das lojas de Winchester fecha às 17 horas, como é comum no interior da Inglaterra, assim não deixe suas comprinhas para a última hora. Coisas da vida calma de interior...

 

Um dos melhores pontos de observação da cidade é a colina Saint Giles Hill, de onde foi clicada esta foto. Winchester está situada no sul da Inglaterra, e muito próxima de diversas outras cidades e atrações. A pouca distância estão Salisbury e Stonehenge, assim como Southampton e Porthsmouth, às margens do Canal da Mancha. A melhor forma de conhecer todos estes lugares é de trem. Enfie suas coisas numa mochila, compre um bilhete na estação e conheça a verdadeira alma deste país de tantos reis, castelos, távolas redondas, Lancelots e Guineveres. Afinal de contas, o coração da Inglaterra está nos pequenos locais como este. 

 

 

A música desta página é Winchester Cathedral. Para interromper a execução clique em X (parar)

Winchester Cathedral
You're bringing me down
You stood and you watched as
My baby left town.
You could have done something
But you didn't try

You didn't do nothing
You let her walk by.
Now everyone knows
Just how much
I needed that gal
She wouldn't have gone far away
If only you'd started ringing your bell