Inicio
Amsterdam
Assis
Atenas
Barcelona
Bath
Berlin
Biarritz
Blackpool
Bordeaux
Bratislava
Brighton
Brugge
Bruxelas
Budapeste
Cambridge
Cardiff
Chamonix
Chester
Copenhagen
Dusseldorf
Edinburgh
Estocolmo
Firenze
Frankfurt
Glasgow
Grenoble
Heildelberg
Helsinque
Innsbruck
Inverness
Istambul
Koln
Liechtenstein
Lisboa
Liverpool
Londres
Luxemburgo
Madri
Manchester
Milano
Monaco
Moscou
Munique
Nice
Oslo
Oxford
Paris
Portsmouth

Praga
Reims
Roma
Rouen
Salzburgh
San Malo
Sao Petersburgo
Talin
Toulouse
Varsovia
Veneza
Viena
Winchester
York
Zurich

 

 

 

 

 

 

 


 

 

 

 

Chegamos à Colônia, ou Koln, da mesma forma como chegam quase todos os visitantes que vem de carro ou ônibus: Seguindo as margens do Reno. E antes mesmo de cruzarmos o rio, ainda em sua margem oposta, já era possível identificar a vista mais famosa da cidade e seu principal ícone arquitetônico: A ponte metálica e as imponentes torres da famosa catedral. Ela foi uma das poucas construções que conseguiram escapar das bombas aliadas, e ao fim da segunda guerra permanecia intacta, rodeada pelos escombros de uma cidade em ruínas. Hoje Köln está completamente reconstruída, no centro de uma das regiões mais prósperas do país, próxima de castelos, vinhedos e pitorescas vilas em estilo arquitetônico germânico.

   

Esta foi uma localidade fundada pelos romanos há dois mil anos, com o nome de Colônia Claudia Ara Agrippinensium. E foi aqui que surgiu, em 1709, aquela famosa água perfumada que viria a correr o mundo, batizada logicamente, com o nome de Água de Colônia. Entre as novas construções do centro da cidade, destacam-se alguns prédios construídos dentro do estilo germânico, mas na verdade Köln é uma cidade com gosto de novo e que se transformou num destino fashion da Europa. É uma localidade freqüentemente escolhida para sediar conferências e convenções internacionais, além de festivais de ampla repercussão.

 

Ao chegar na cidade, quem desejar informações detalhadas sobre atrações ou hospedagem pode se dirigir à Verkehrsamt der Stadt Köln (Centro de informações turísticas de Köln), situado bem no centro, em frente à Catedral. A parte mais movimentada da cidade é em torno de sua catedral, onde estão também as principais ruas comerciais, como a Hohe Strasse e Schildergassee, e a movimentada estação ferroviária central de Köln.

Dizem que é impossível passar fome ou sentir sede em Colônia, pois há mais de três mil bares, restaurantes e cervejarias na cidade, o maior percentual destas localidades por habitante, em relação a qualquer outro lugar da Alemanha.

 

Uma das melhores vistas que se pode obter, não apenas de Köln, mas também da região próxima à cidade e do rio Reno, é a bordo das pequenas gôndolas coloridas que cruzam o rio. Elas são tão antigas quanto simpáticas, pois sua inauguração data dos anos 60, mas até hoje não existe nada melhor para um passeio sobre o Rhein. O teleférico Rhein-Seilbahn tem como ponto de partida o zoológico da cidade, próximo a Cologne-Riehl, e ao longo de seus quase mil metros de extensão, dentro das cabinas de dois ou quatro lugares pode-se fazer um agradável vôo até o outro lado do Reno.

 

Um dos grandes e mais gostosos atrativos turísticos de Koln é Fishmarkt, onde estão diversos bares servindo comida típica e boa cerveja e por aqui é quase impossível não se sentir contagiado pelo ambiente de descontração desta praça. Alguns restaurantes têm menus em inglês, o que facilita bastantes na hora de escolher alguma coisa. Mas mesmo que não fala alemão nem inglês não precisa se preocupar, porque os Obers (garçons) daqui tem um bom humor contagiante, e sabem com ajudar gente de várias línguas a escolher uma refeição. 

Entre os pratos típicos mais lembrados estão Rievkooche (um tipo de torta de batatas gratinadas), Rhenish Sauerbraten (rosbife defumado), ou então as eternamente populares Wurst (lingüiças), preparadas com todos tipos de carnes e apresentadas em várias formas, cores e tamanhos, e sempre acompanhadas por uma generosa e forte mostarda que traz até lágrimas aos olhos. Para beber não há nem o que pensar, pois a cerveja (Bier) alemã, além de muito saborosa é indispensável numa refeição. Se quiser fazer ainda melhor peça uma Kölsch, cerveja leve mas muito fermentada, que só pode ser encontrada aqui. Para manter a tradição, em alguns bares ela ainda continua a ser servida apenas por Köbes, garçons com roupas típicas do século 15, época de quando foram estabelecidas as primeiras cervejarias em Köln.

 

Quem tiver um tempinho extra não deve deixar de fazer um passeio pelo rio Reno. Próximo ao centro da cidade existem diversas companhias turísticas, oferecendo passeios de uma hora, ou até viagens maiores pela região. Uma das mais conhecidas companhias fluviais é a Düsseldorfer, que organiza roteiros saindo do porto de Köln e seguindo pelo Reno, de onde se tem a chance de apreciar diversos castelos medievais em ambas as margens. O ponto de embarque em Köln é no cais Franken, próximo ao centro.

Outra atração bem próxima ao cais é o Römisch-Germanisches Museum, um dos mais importantes museus da cidade, e abriga diversos objetos remanescentes do período em que Köln era ocupada pelos romanos, tais como cerâmicas e jóias utilizadas por seus primeiros habitantes.

 

A famosíssima Dom, como é conhecida a catedral de Colônia, teve sua construção iniciada em 1248, mas 630 anos iriam transcorrer até sua conclusão. Mas muito antes, ainda no ano de 313, foi construído neste mesmo local uma igreja, por ordem do imperador romano Constantino, que havia acabado de declarar o Cristianismo como única religião oficial em todo império romano. Esta primeira construção viria a ser destruída pelo fogo em 850. Imediatamente após o incêndio é iniciada a construção de outro templo religioso no mesmo local.

Mas o ponto decisivo da história da Catedral de Colônia acontece em 1163, quando, por iniciativa do arcebispo Reinald von Dassel são trazidas para a cidade as relíquias deixadas pelos três reis Magos, Baltazar, Belchior e Gaspar, os mesmos que seguiram a estrela até o berço do recém-nascido menino Jesus. Eram relíquias importantes demais para serem preservadas em qualquer local, e decide-se então que é necessária a construção de uma grande catedral, como até então nenhuma outra havia sido construída, o que acabaria dando à Colônia o status de centro religioso Europeu.

 

O comércio tradicional da cidade tem seus pontos principais ao longo da rua Schildergasse, na imagem ao lado, onde estão as maiores lojas de departamento, como a famosa Kaufhof e diversas outras lojas destinadas a turistas, oferecendo desde pratinhos de porcelana com a imagem da catedral da cidade até imensas e decoradas canecas de chope, no mais puro estilo germânico. Outras áreas de comércio estão situadas entre as ruas Schildergasse e Mittelstrasse, e ainda junto à Deutzer Freiheit, com pequenas lojinhas e comércio de conveniência.


Já quem procura por algo diferente deve visitar algum dos mercados da cidade, como o Alter Markt (centro) ou o Wilhelmsplatz (metrô Florastrasse, aos sábados). Como todos mercados abertos, só a imaginação é o limite para o que se pode encontrar lá. Mas lembre também que, já que eles não funcionam todos dias, é conveniente se informar antes sobre no centro de turismo da cidade. 

 

Visite também o Museu do Chocolate, situado na Rheinauhafen. Ocupando uma área de dois mil metros quadrados, o belo prédio de tijolos e vidro conta a história da evolução do Chocolate, desde sua chegada da America, passando por sua adoção pelos nobres Europeus, até cair no gosto popular. Conhecido também pelo nome de Imhoff-Stollwerck Museum, o Museu do Chocolate, além de muito interessante é bastante saboroso, pois permite aos visitantes provar ou levar lembranças de praticamente todos os produtos expostos.

 

Mas Colônia é mais lembrada, principalmente entre os alemães, pelo seu famoso carnaval, considerado o mais animado do país. Os festejos começam na Weiberfastnacht, a 5a feira anterior à Rosenmontag (2a feira de carnaval). A partir de então o que mais se vê pelas ruas da cidade são fantasias e muitos copos de cerveja. Tradicionalmente Neumarkt reúne os grupos de foliões, no sábado à noite, mas é a partir do domingo que os desfiles acontecem, em vários pontos da cidade. O ponto alto das comemorações é na Rosenmontag, com o grande e colorido desfile do Köln Rosenmontag.

Mas mesmo que sua visita não seja durante o carnaval, não há razões para ficar desapontado. Colônia é uma cidade com eventos durante todo o ano, e tem a vantagem adicional de estar situada bem próxima de outros centros turísticos do país.

 

A música dessa página é Abschied von Köln, tradicional canção regional. Para interromper sua execução clique em X (parar).

Köln am Rhein, du schönes Städtchen,
Ja Köln am Rhein, du schöne Stadt.
Und darinnen mußt' ich lassen
Meinen Herzallerliebsten, schönsten Schatz.

Schatz, ach Schatz, du thust mich kränken
Vieltausendmal in einer Stund,
Willst du mir die Freiheit schenken,
Bei dir zu sein eine halbe Stund?


Brasão de Colônia