Inicio
Amsterdam
Assis
Atenas
Barcelona
Bath
Berlin
Biarritz
Blackpool
Bordeaux
Bratislava
Brighton
Brugge
Bruxelas
Budapeste
Cambridge
Cardiff
Chamonix
Chester
Copenhagen
Dusseldorf
Edinburgh
Estocolmo
Firenze
Frankfurt
Glasgow
Grenoble
Heildelberg
Helsinque
Innsbruck
Inverness
Istambul
Koln
Liechtenstein
Lisboa
Liverpool
Londres
Luxemburgo
Madri
Manchester
Milano
Monaco
Moscou
Munique
Nice
Oslo
Oxford
Paris
Portsmouth

Praga
Reims
Roma
Rouen
Salzburgh
San Malo
Sao Petersburgo
Talin
Toulouse
Varsovia
Veneza
Viena
Winchester
York
Zurich

 

 

 

 

 

 

 


 

 

 

 

Ela é a maior cidade da Escócia, e também um dos mais antigos assentamentos da Europa. Alternando prédios históricos com modernismos arquitetônicos e tradições seculares com novidades surpreendentes, Glasgow é um lugar extremamente dinâmico, que cresceu muito durante o século 19, se impondo graças à sua indústria como um dos mais influentes pólos comerciais do mundo. Talvez este seu passado industrial seja responsável pela sua antiga reputação de cidade das máquinas, pouco indicada para turismo. O fato é que continuar pensando assim hoje em dia seria uma total injustiça, e visitar a Escócia e não incluir no roteiro sua principal cidade é imperdoável. Foi este pensamento que nos trouxe até aqui, e sinceramente, a visita valeu a pena.

   

A principal praça da cidade, situada bem no centro, atende pelo nome de George Square, e que pode servir como referência para um roteiro turístico. A praça ganhou este nome em 1781, em homenagem ao rei George III. Dominando a praça destaca-se o palácio Glasgow City Chambers, construção de 1888. No centro, uma coluna com 28 metros de altura (imagem ao lado) presta homenagem ao renomado autor Walter Scott, um dos nomes mais venerados na Escócia.

Esta praça é um local muito utilizado para festas, eventos comemorativos, demonstrações, protestos etc, mas no dia de nossa visita estava tudo calmo. Próximo a este local estão as principais áreas comerciais da cidade, ao longo das ruas Buchanan, Argyle e Sauchiehall. A região também concentra inúmeros restaurantes, bares e pubs e por isso tornou-se um tradicional ponto de reunião de quem trabalha no centro.

 

Uma caminhada por Glasgow revela prédios elegantes, muitos deles em estilo Vitoriano. O principal pólo cultural da cidade também está situado próximo a George Square, com destaque para os prédios do The Theatre Royal, Pavillion, Glasgow Royal Concert Hall e King's Theatre. Outra procurada atração da cidade é o Art Gallery & Museum, na Argyle Street, o museu mais famoso da cidade e veja desde obras de arte até exposições de dinossauros. A Provand's Lordship (Castle Street 3) é a mais antiga construção da cidade, data de 1471 e contém exposições de mobílias antigas e um jardim medieval.

Vídeo: Percorrendo o Centro de Glasgow

A área conhecida como City Centre é a maior área comercial do Reino Unido depois de Londres, e aqui estão as filiais das maiores lojas do país. Um item muito procurado pelos turistas é a famosa pura lã cashemere, encontrada na forma de casacos, mantôs, vestidos, cachecóis etc. Para comprar este e outros artigos típicos escoceses, um endereço recomendado é o Scottish Wool Centre, junto à Main Street. Na hora do almoço a melhor opção são os pubs. Entre os mais populares da cidade estão o MacIntosh's (Cambridge Street 95), Way Out West (Kelvinhaugh St 10) Annie Miller's (Ropework Lane 39) e Bannisters (Argyle St 956). Outra opção é pedir um peixe à moda Escocesa, neste caso a sugestão é o The Oxford Fish Restaurant, situado na Hill Street 4. Ao lado, vista da área de pedestres do centro.

 

Fizemos esta foto chegando ao Saint Enoch Centre, o maior centro comercial da cidade e também a maior construção da Europa totalmente em vidro. Outro bom centro comercial é o The Sauchiehall Centre, onde estão diversas lojas de departamento, como a HMV e a John Menzies. Mas quem prefere fugir do burburinho dos shoppings pode ir até bairro de East End, onde fica o Flea Market, onde se encontram artigos típicas locais, especialmente nos fins de semana. Outro trecho agradável perto do centro é a região do Italian Centre, com lojas e cafés animados.

 

O rio Clyde corta Glasgow ao meio, e oferece belos ângulos para fotos além de cenários agradáveis para caminhadas ao longo de suas margens. Aproveite para visitar o Biggar Museum, no subúrbio de Lanarkshire, um conjunto de atrações suficientes para se passar uma tarde. O Calderglen Country Park, em Lanarkshire, tem um mini zoológico, jardins ornamentais e trilhas naturais abertas à visitação. E quando chegar a hora do lanche sugerimos o Ann's Fry Fish & Chips & Tea Room serve à tarde um saboroso chá com doces e salgadinhos diversos (Crown Street 196).

 

A torre da imagem ao lado é a única parte que restou de uma construção de 1628, chamada Tolbooth e foi incorporada à arquitetura dos prédios da cidade de uma forma muito harmoniosa. Uma boa forma de conhecer Glasgow sem gastar muito é a bordo dos ônibus turísticos que partem da George Square. Eles saem do centro e percorrem diversos pontos turísticos e históricos da cidade. Depois aproveite para visitar o Bothwell Castle, no bairro de Lanarkshire, um impressionante castelo construído no século 13.

Duas coisas podem ser consideradas marcas registradas da Escócia, o uísque e as gaitas de fole. Se estes assuntos lhe interessam não deixe de conhecer o Museum of Piping (McPhater Street 30-34), maior museu do mundo dedicado exclusivamente àquele instrumento escocês. E também a Glengoyne Distillery Dumgoyne, grande destilaria aberta a tours de visitantes.

 

O sistema de transportes de Glasgow é um dos melhores da Europa. É possível ir a qualquer lugar por conta própria, apenas não esqueça de arranjar antes um bom mapinha. Uma das visitas mais populares é o Vikingar!, onde é contada a história da presença dos Vikings na Escócia através de apresentações multimídia. Lá também há cinemas e bares. Visite ainda o Clydebuilt, museu marítimo que conta a importância do rio Clyde na formação da cidade. Na volta almoce no restaurante The Burrell Fish & Chicken Bar, situado na Eglinton Street 79. Para quem quer conhecer o som de Glasgow as melhores pedidas são os pubs Barrowlands, Garage, Nice'n'Sleazys, 13th Note e Arches. Todos eles costumam ter shows de música ao vivo à noite. 

 

A arquitetura dos prédios residenciais de Glasgow é elegante nos mínimos detalhes, e chama atenção a quantidade de chaminés de alguns deles. Conta-se que, antigamente, quanto maior o número de chaminés de um prédio, mais rico seria seu proprietário. Tire uma tarde para visitar o Museum of Transport (Bunhouse Road 1), que cobre a história de diversos tipos de transporte já utilizados em Glasgow, incluindo automóveis, trens, ônibus e barcos. Também o Glasgow Science Centre (Pacific Quay 60), um dos melhores museus de ciência do Reino Unido, merece ser visitado. E ainda o Museum of Lead Mining retrata o tempo das minas escocesas, com interessantes reconstruções dos prédios da época.

 

Foto clicada atravessando a ponte de pedestres que cruza o rio Clyde, na volta de uma caminhada pela parte sul da cidade. Se estiver passeando nesta direção, vale visitar Crookston Castle, castelo construído entre os séculos 12 e 15 e que tem sua história relacionada à vida da rainha Mary. Passe também no Discover Carmichael Visitor Centre, em South Lanarkshire, um museu de cera representando pessoas em trajes típicos históricos escoceses em diversas atividades e ambientes.

Quem prefere atrações mais agitadas tem como opção ir até o norte de Glasgow, onde situa-se o M&Ds Scotland's Theme Park, no subúrbio de Strathclyde, um grande parque de diversões onde está a maior montanha russa da Escócia. E ao voltar para a cidade não deixe de visitar a magnífica Glasgow Cathedral, imponente prédio medieval.

Vídeo gravado na ponte ao lado: Caminhando em Glasgow

 

Antes de voltar para seu hotel, não deixe de passar em mais um pub, para um jantar de fim de noite. Sugerimos o Buchanans, na Howard Street 71. Mas mesmo que seja em qualquer outro, não deixe de conhecer um pouco mais da cozinha tradicional escocesa. Peça Cullen Skinks e depois Aberdeen Angus Beef ou Crappit heid ou Haggis ou Potted hough e de sobremesa Carrageen Moss ou Cranachan. Tudo acompanhado de uma boa Lager ou Ale. Depois, é só deixar o papo correr solto, porque os escoceses mais gostam mesmo é de um bom papo. No final da noite, garantimos que você terá chegado à conclusão que Glasgow pode até ser por fora uma cidade de pouca beleza, mas por dentro ela é uma maravilha.

 

 

A música desta página é Balmoral Higholanders. Para interromper sua execução pressione a tecla ESC