Inicio
Amsterdam
Assis
Atenas
Barcelona
Bath
Berlin
Biarritz
Blackpool
Bordeaux
Bratislava
Brighton
Brugge
Bruxelas
Budapeste
Cambridge
Cardiff
Chamonix
Chester
Copenhagen
Dusseldorf
Edinburgh
Estocolmo
Firenze
Frankfurt
Glasgow
Grenoble
Heildelberg
Helsinque
Innsbruck
Inverness
Istambul
Koln
Liechtenstein
Lisboa
Liverpool
Londres
Luxemburgo
Madri
Manchester
Milano
Monaco
Moscou
Munique
Nice
Oslo
Oxford
Paris
Portsmouth

Praga
Reims
Roma
Rouen
Salzburgh
San Malo
Sao Petersburgo
Talin
Toulouse
Varsovia
Veneza
Viena
Winchester
York
Zurich

 

 

 

 

 

 

 


 

 

 

 

Brighton é a principal cidade à beira mar do sul da Inglaterra. É uma cidade bonita, movimentada, com elegantes prédios históricos, e parece disputar permanentemente com Blackpool o título de Rainha das Praias Inglesas, cada uma querendo ser mais elegante e fashion que a outra. Mas devido à sua proximidade de Londres, é fácil perceber que Brighton levou a melhor. Enquanto Blackpool ficou com o título de cidade dos jogos e das luzes, Brighton ganhou a simpatia da realeza e da plebe. Na verdade praticamente não há quem venha até Brighton e não se encante com a cidade às margens do English Channel.

   

Comece sua visita pela cidade percorrendo as avenidas Kingsway, King´s Road e Madeira Drive, que ficam de frente para o mar e formam a marca registrada da cidade. São formadas por uma muralha de elegantes prédios residenciais, hotéis e antigas mansões que parecem conferir à Brighton uma aparência nobre. Fizemos esta foto no deck do Brighton Pier, local de onde se tem uma das melhores vistas do litoral.

 

Depois siga pelo calçadão de Brighton em direção a Hove, a oeste da cidade, e você vai chegar ao Artists' Quarter, onde os artistas locais vendem quadros, artesanato e outras curiosidades. Mais adiante fica o Fishing Museum, um pequeno mas interessante museu dedicado à pesca. Por ali também se encontram diversos barzinhos e simpáticos restaurantes em frente ao mar. A área comercial da cidade fica perto deste ponto, ao longo da Saint James Street, North St. e Western Road, onde estão as melhores lojas.

Vídeo: Brighton

A cidade pode ser bonita, mas a praia não é lá essas coisas. A areia não é areia, é um conjunto de seixos arredondados. E para entrar na água a coisa fica ainda pior. Junto à arrebentação é comum a presença de pequenas pedras pontiagudas, que podem machucar ou até mesmo cortar os pés dos desprevenidos. Por isso, acredite se quiser, um dos itens mais vendidos junto à praia são sandálias, para serem calçadas por quem quiser entrar na água sem correr o risco de cortar os pés. Fica fácil entender porque os ingleses amam tanto as praias brasileiras :-)

 

Depois de tomar um banho de mar no Canal da Mancha (ou English Channel como os ingleses preferem chamar) a fome começa a apertar. É a hora certa para ir a um legítimo Pub. Vá até o Bath Arms (na Meeting House Lane), Battle of Trafalgar (Guildford Road) ou Beaufort Arms (Queens Park Road), que estão entre os pubs familiares da cidade, e tem boas alternativas de pratos típicos.

O principal atrativo de Brighton é o mar, mas nas ruas paralelas à praia você encontra um comércio muito variados, desde filiais das grandes lojas de departamento inglesas até pequenos estabelecimentos independentes, butiques de roupas, super mercados, bares etc etc. Quem quiser se hospedar na cidade e não achar atraentes os preços cobrados pelos hotéis em frente ao mar, também vai encontrar nesta região diárias com valores bem mais atraentes. O trecho de pedestres ao longo da Market St. e East St. também vale uma visita. O principal shopping da cidade é o Churchill Square Center, na Regency Road. E entre os melhores museus estão o Booth Museum of Natural History (na Dyke Road) e Brighton Museum and Art Gallery (Church St).

 

Trecho da Brighton Western Road, principal via comercial da cidade, paralela à praia. Uma atração famosa é o British Engineerium, museu dedicado à história das máquinas a vapor. Muito visitado também é a Preston Manor, mansão construída em 1250 e onde se pode conhecer como era a vida na Inglaterra há 100 anos, tanto para nobres como para seus criados. O Sea Life Centre é um aquário onde há tubarões, cavalos marinhos e polvos. E outra atração famosa são as Lanes, parte antiga da cidade de Brighthelmstone, o povoado que deu origem a Brighton. São antigas e estreitas ruas de pedestres, agora com lojas, restaurantes, antiquários, casas de chá e muita coisa interessante para se ver.

 

Uma preferência nacional, o Fish and Chips (peixe frito com batata frita) forma a dupla mais popular das mesas inglesas e por isso até aqui na praia há quiosques oferecendo o prato. Não é exatamente uma refeição light, mas é delicioso, e enfim, durante as férias não faz mal nenhum esquecer um pouquinho a dieta, não é mesmo?

Continuando a caminhada pelo litoral chega-se ao West Pier, o outro pier de Brighton. Ele foi construído há 130 anos, mas não está mais aberto às visitas. Já se o seu lado infantil falar mais alto visite o Sussex Toy & Model Museum, um museu de brinquedos com mais de 10 mil peças em exibição, com destaque para trens e bonecas raras e antigas

 Vídeo: Percorrendo Brighton

George IV, Príncipe de Gales gostava tanto desta cidade que decidiu se mudar para cá. No início para uma modesta casa de campo, mas como ele tinha um gosto muito extravagante, em pouco tempo decidiu construir algo mais apropriado para sua realeza. Ao longo dos anos o prédio foi reformado até se transformar no Royal Pavilion que vemos hoje. É a construção mais famosa da cidade e uma visita praticamente obrigatória. O prédio é num estilo indiano, com domos, minaretes e diversos outros detalhes que fazem dele um tipo de palácio de fantasia. Já seu interior é de uma exuberância total, inspirada na decoração chinesa.

 

Mas o cartão de visitas de Brighton é mesmo a King's Road, como se chama a avenida frente ao mar. O conjunto formado pelo mar e pelos piers de um lado, e prédios históricos de fachada imponente do outro lado da avenida, conferem ao conjunto um charme difícil de igualar. Já estivemos em Brighton duas vezes, e sempre dá vontade de voltar de novo. É uma cidade ligada por trens diretos a partir de Londres, e o trajeto pode ser feito em cerca de uma hora. Alguns trens expressos partindo da Victoria Station completam o percurso em 49 minutos.

Da primeira vez que estivemos em Brighton o tempo estava lindo e ensolarado, e por isso a maioria das fotos aqui são daquela ocasião. Da segunda vez o tempo estava frio e ventoso, mais propício para programas em lugares fechados. Nunca é demais lembrar que o clima por aqui - como em quase toda a Inglaterra - é bastante instável, por isso o ideal é estar preparado para tudo. Perto da praia está um ponto muito visitado na cidade, o Brighton Marina Village, a maior marina da Inglaterra, com lojas, restaurantes e um complexo de entretenimento, boa pedida para eventuais momentos nublados.

 

A melhor época para visitar a cidade é durante o Brighton Festival, geralmente em maio, quando a cidade fica cheia de eventos, como apresentações de teatro nas ruas, concertos, peças de Shakespeare e música. Mas acima de tudo, não deixe de estar em algum pier à hora em que o sol se por. Este momento costuma criar lembranças inesquecíveis de Brighton, principalmente quando se está em boa companhia...

 

A música desta página é City by the Sea. Para interromper sua execução clique em X (parar).