Inicio
Aracaju
Belém
Belo Horizonte
Blumenau
Boa Vista
Brasilia
Campo Grande
Caxias do Sul
Curitiba
Florianópolis
Fortaleza
Gramado
João Pessoa
Joinville
Lençóis
Maceió
Manaus
Mariana
Natal
Olinda
Ouro Preto
Pantanal
Paraty
Pelotas
Petropolis
Porto Alegre
Porto Velho
Recife
Rio de Janeiro
Rio Branco
Salvador
São J. del Rei
São Luis
Teresina
Tiradentes

 

 

 

 

 

 

 


 

 

 

 

 

 

 

 

 







 

 

 

 

Contam que o nome Ceará foi dados pelos europeus ao chegarem a estas terras, 500 anos atrás, vendo a forma como os nativos se referiam aos siris da praia: Siri-Ara, ou seja, aqueles que andam para trás. Em pouco tempo, o nome já servia para designar todo aquele lugar. Pois bem, em nossa visita a Fortaleza, constatamos que a única coisa que anda para trás aqui continuam sendo os siris, pois Fortaleza é uma cidade que disparou para a frente. Moderna, dinâmica, repleta de belezas e atrativos, ela não somente é a capital turística do nordeste, mas afirma-se também, cada dia mais, como uma das principais portas de entrada do Brasil para milhares de turistas estrangeiros.

   

Bem em frente ao nosso hotel na Praia de Iracema, estava esta Jangada de velas amarelas. Se havia sido deixada ali por algum Jangadeiro, ou se esperava turistas para posar para suas máquinas digitais, não chegamos a descobrir. O certo é que nada poderia ser mais apropriado para nos dar as boas vindas ao Ceará. Poucos símbolos traduzem tão bem a natureza épica deste povo corajoso quanto esta pequena embarcação, na qual os homens adentram o mar diariamente, à procura de seu sustento. A jangada veio de Xangai, China - daí seu nome original Xanga - e desde então permanece como o melhor símbolo dos verdes mares de Fortaleza.

Ficar hospedado na praia de Iracema é garantia de começar sua visita à cidade com o pé direito. Nós ficamos no Holliday Inn, impecável. Por aqui estão os melhores hotéis, excelentes restaurantes, bares animados em frente ao mar, refinadas áreas comercias, belas residências, e o elegantíssimo bairro de Aldeota, área nobre da cidade. Além disso, todas as noites, entre 18 e 22 horas acontece uma excelente feira de artesanato na avenida frente ao mar, onde você pode encontrar desde vestimentas, calçados, quadros, esculturas até todo tipo possível de artesanato local. 

 

A imagem ao lado mostra em destaque a escultura Arco de Iracema, obra do renomado artista Zenon Barreto. Ao fundo uma vista da Praia de Iracema, e alguns de seus hotéis frente ao mar, um dos trechos da cidade que mais se desenvolveram nos últimos anos. Uma caminhada pelo litoral na direção sul irá conduzir você até a Praia de Mucuripe, tradicional ponto de partida de jangadas e barcos de aluguel, boa opção para quem quer fazer um passeio pelo mar. Mais afastadas da água estão as principais áreas comerciais da cidade, que tem seus pontos de destaque no elegante Aldeota Shopping e no imenso Shopping Iguatemi.

 

Uma visita cultural que não pode ser esquecida é ao Centro Cultural Dragão do Mar, na foto ao lado. Consiste num espaço cultural com trinta mil metros quadrados, abrigando o Museu de Arte Contemporânea, Memorial da Cultura Cearense, salas de cinemas, Teatro, Anfiteatro, Livraria, Loja de Artesanato e um planetário. Complementam a área diversas construções históricas restauradas e pintada com cores fortes, abrigando bares e restaurantes que costumam ficar muito animados, principalmente nas tardes e noites de fim de semana.

 

A estátua de Iracema e Peri, situada na Praia de Mucuripe, é uma das obras mais conhecidas do litoral, e representa as personagens do famoso romance de José de Alencar. A escultura da Vigem dos Lábios de Mel, junto a um guerreiro e uma criança está situada no mesmo ponto a Iracema verdadeira ficou aguardando o retorno de seu amor. Se tiver um tempinho extra, aproveite para visitar também o Parque do Cocó, situado às margens do Rio Cocó. Trata-se de uma agradável área verde, onde estão restaurantes, trenzinho para crianças e diversos recantos naturais.

 

Estátuas de Lampião e Maria Bonita de todos os tamanhos e cores estão entre os itens mais presentes na feirinha noturna da praia de Iracema, todas elas inspiradas na emocionante arte de Mestre Vitalino, primeiro a criar este tipo de arte tão difundida, de pequenas esculturas feitas com barro. Outro item que costuma fazer muito sucesso entre turistas são as fabulosas rendas cearenses. Originalmente vindas da Bélgica, as rendas passaram pela França e chegaram ao Brasil trazidas pelos portugueses. Nunca é demais lembrar que aquele antigo clássico do cancioneiro popular, Mulher Rendeira, já se referia àquelas artesãs que aprenderam esta arte milenar com suas avós e bisavós e transformaram as rendas cearenses numa arte valorizada em todo o mundo, devido à sua beleza e qualidade.

O rico artesanato cearense também pode ser encontrado no prédio do Mercado Central. Este moderno prédio tem elevadores e rampas internas, para permitir que todos seus andares possam ser acessados sem dificuldades e em seus cinco andares, pode-se encontrar praticamente de tudo, e ainda fazer uma refeição em seus restaurantes. Os preços do Mercado Central são praticamente os mesmos encontrados na feira de artesanato, mas a variedade de produtos é bem maior. E antes de levar qualquer coisa não esqueça de regatear, pois isto já é uma tradição por aqui.

 

Outra excelente área comercial da cidade é ao longo da rua Monsenhor Tabosa, que corre paralela a Praia de Iracema, por trás dos hotéis. É praticamente um shopping ao ar livre, com predominância de lojas de calçados e vestimentas.

Conhecida com Ponte dos Ingleses, esta estrutura metálica que avança mar adentro é um ícone romântico de Fortaleza. Sua construção data de 1923, quando servia de porto para a cidade. Daqui as pessoas embarcavam rumo aos navios ancorados ao largo. Na década de 40 já tinha mudado de funções, passando a servir de ponto de encontro para romances ao cair da tarde, boemia noturna e endereço ideal para apreciar o sol nascer no oceano.

Após a reforma a que foi submetida, a Ponte dos Ingleses oferece agora um excelente ponto de pescaria, ou simplesmente para apreciar a silhueta dos modernos prédios da cidade frente ao mar. Possui ainda uma pequena loja de conveniência, lanchonete e quiosques. Como atrativo adicional, vale lembrar que está situada muito próxima a bares e restaurantes da moda, que à noite apresentam shows de música típica, dança e humorismo.

 

Para quem gosta de caminhar e visitar o autêntico coração de cada lugar por onde passa, o lugar certo em Fortaleza é a Praça do Ferreira, na foto ao lado. É o maior ponto de concentração comercial da cidade, e embora não seja um local turístico, seguramente é autêntico. Rodeada por ruas de pedestres, uma caminhada por aqui revela varejos de comércio popular, grandes lojas de departamento, agencias bancárias e muitas curiosidades. Numa reforma recente, foi descoberto no centro da praça um poço artesiano, que havia sido construído pelos retirantes das secas nordestinas.

Foi também nas proximidades desta praça que encontramos, por volta das três da tarde e quase mortos de fome, um restaurante simples e despretensioso, mas que servia caldos de carne, frango e feijão tão deliciosos, em imensas gamelas típicas, que mereceria figurar em qualquer livro gourmet com cinco estrelas. São aquelas coisas fora dos roteiros turísticos, mas que só caminhando ao acaso se descobre....

Quem quiser experimentar pratos típicos vai ter diversas opções em Fortaleza. Comece pelo Baião de Dois, como é conhecida a deliciosa mistura de arroz, feijão e condimentos diversos. Churrasco de Caça é também sempre uma boa pedida, ou então uma Galinha de Mandioca. Aliás, a mandioca está presente em quase todas as mesas cearenses. Outro prato muito pedido é o Sarapatel, feito com vísceras de porco, ou então uma Panelada, que é preparada com vísceras de boi.

Continuando a caminhada a partir da Praça do Ferreira, através de movimentadas ruas de pedestres, chega-se ao belíssimo Teatro José de Alencar. Construído entre 1908 e 1910, com estrutura metálica vida da Escócia, em estilo neoclássico, o teatro abriga ainda biblioteca, galeria de artes e bar. Ao contrário de outros teatros brasileiros, o José de Alencar tem, entre a fachada principal (de tijolos) e a secundária (de ferro), uma área interna que serve a todo tipo de exposições e eventos culturais. No dia de nossa visita tivemos a sorte de presenciar um dia inteiro dedicado às artes regionais. Foi uma sucessão de grupos musicais, de teatro amador, infantis, dança típica, Maracatu e muito mais Diversão agradável, grátis e divulga a  cultura local.

o dispense ainda as Peixadas, Moquecas de peixe e Lagostas, grandes especialidades locais. Ou então experimente nas barracas de praia uma típica Larikinha, preparada com vatapá, caranguejo e arraia. Muito lembrada também é a Caldeirada, a base de camarão e legumes, ou então o Camarão ao Leite de Côco. E para sobremesa a pedida certa são os bolinhos de côco, milho e de cenoura.

 

Ao lado, imagem da Catedral Metropolitana, situada ao lado do Mercado Central. Construída entre 1937 e 1963, ela impressiona já de longe, devido às suas dimensões. Atravessando a rua encontra-se outro ponto histórico da cidade, a guarnição militar que um dia abrigou Fort Schoonenborch, marco inicial da Fortaleza, que, ao ser tomado pelos portugueses foi renomeado como Fortaleza de Nossa Senhora da Assunção e deu nome à cidade. O forte está aberto à visitação pública diariamente.

Visite ainda o Museu do Ceará, que conta com um acervo de centenas de peças histórias e antropológicas. Depois tire uma hora para conhecer o Palácio da Luz, construído no século 18 e que serviu como sede do governo estadual. Hoje em dia serve de sede para a Academia Cearense de Letras.

 

Boas opções para quem gosta de passeios de barco estão na Praia do Meirelles. De lá zarpam diversas escunas turísticas que percorrem o litoral, e geralmente o passeio dá direito a uma parada para nadar e mergulhar. Quem vem a Fortaleza também não pode deixar de conhecer algumas das praias mais próximas, como Cumbuco, Caponga, Iguape, Fontes, Morro Branco e Lagoinha. Existem muitas vans encostadas nas calçadas oferecendo estes passeios, mas sugerimos que você opte por uma boa empresa de turismo, para ter melhor segurança. A portaria de seu hotel com certeza terá diversas opções para lhe indicar.

 

Um programa clássico em Fortaleza é o Beach Park, parque aquático construído à beira mar, com ondas artificiais, tobogãs imensos, bares, restaurantes e até praia particular, situado a vinte quilômetros ao sul de Fortaleza. Igualmente famoso, mas bem mais distante é Jericoacoara outro daqueles lugares paradisíacos do Ceará. Devido à distância só é recomendável visitar esta praia se pretender ficar lá, no mínimo durante dois ou três dias. Mas se não tiver tempo para visitar as praias da região, ao menos não deixe de conhecer a Praia do Futuro, sempre lembrada como o endereço ideal para sentar num de seus quiosques e comer delícias locais, com patinhas de caranguejo com uma cerveja bem gelada.

 

Nem é preciso olhar muito à frente para entender porque Fortaleza faz tanto sucesso entre turistas do Brasil e exterior. Lá estão as coisas que todo mundo gosta e procura, como belas praias de areias brancas e águas verdes, tradições que permanecem desafiadoras aos olhos das antigas e novas gerações, representadas pelas jangadas com velas coloridas, e ao fundo uma estrutura turística invejável, composta por hotéis que oferecem todo conforto que alguém poderia desejar. E como se tudo isto ainda não fosse suficiente, ainda tem um clima maravilhoso, que mais parece uma dádiva dos céus, todos os dias do ano.

 

A música desta página é 'Assum Preto, de Luiz Gonzaga e Humberto Teixeira'. Para interromper sua execução clique em X (parar